top of page

TURISMO & HISTÓRIA

Notas para um jornalismo literário e histórico

Início: Bem-vindo
Início: Blog2
  • Foto do escritorThomas Bruno Oliveira

Na velha Timbaúba


Sócios fundadores diplomados

NÃO HÁ COISA MELHOR do que embrenhar-se na cultura do povo, ver seus gestos, sua maneira de falar. Saber o que e como faz, é sentir o âmago de um lugar, assim tem sido a experiência em palmilhar os caminhos dos Cariris Velhos, estradas sem fim, calor e a poeira dos tempos bailando como o nadar de uma medusa em águas profundas. Cheiro do mato, do chão, dos objetos e dos alpendres de fazendas antigas. Nas cidades, o seu comércio, sua feira livre, o olhar as vezes curioso de quem curte a sombra nas calçadas a conversar todo tipo de assunto. O sair do colégio, as brincadeiras infantis, a ocupação das praças...


Filarmônica Nossa Senhora do Rosário tocando o Hino de Gurjão-PB


Semana passada fui ao meu Mundo-Sertão e tive uma experiência incrível que foi participar da organização do Museu Histórico e o Instituto Histórico e Geográphico de Gurjão - IHGG, município parahybano cheio de histórias e de grande importância regional, a velha Timbaúba. Parti de Campina Grande ao lado de Rossino Almeida (do Museu Interativo do Semiárido/UFCG) e do Prof. Daniel Duarte Pereira, amigo de muitos anos e um benfeitor à cultura parahybana não só pela criação de museus e a formação de turmas e mais turmas de alunos na UFPB em Engenharia Agrícola, mas não só isso, fazendo-os entender o sentido da existência na simbiose do conhecimento da terra, a cultura inserida e a rica história que tece essa que é uma das grandes razões de sua vida, sobretudo no contexto do semiárido a que tanto se dedica. Daniel está na teia de grandes caririzeiros que por gerações cantam, estudam e vivem o algo sagrado do Cariri, um continuador da linhagem de Balduíno Lélis, Pedro Nunes Filho, Manelito Dantas e alguns mais que hoje salteiam de brilho o céu virtuoso de nossos Cariris Velhos. Lá, em São João do Cariri, cidade mãe da região, criou o Instituto Histórico e Geographico do Cariri englobando em cento e cinco cadeiras, intelectuais amantes dessas terras, criando uma espécie de movimento cultural em suas reuniões itinerantes, reunindo sempre muita gente. Instituição que fui agraciado como sócio em 2007 na Roliudiana Cabaceiras.



Uma viagem como essa é sempre enriquecedora. Momento de aprendizado, de observação das coisas e do mundo, azeitada em uma descontração alegre e genuína, espantando quaisquer resquícios de monotonia. Por esses tempos, depois de uma chuvada, não raro observamos pinceladas amarelas nos aceiros e nos campos, são as malvas cor de sol que animam o olhar e perfumam as canelas dos caminhantes, como diz Daniel: “São as bordaduras paisagísticas das estradas do Semiárido”.


Fala do Dr. Antão Ouriques de Farias no evento


Já em Gurjão, a se juntar com as peças já recebidas, fomos em comitiva visitar algumas residências e fazendas, além de lugares de trabalho como marcenaria, oficinas, etc, conversar com as pessoas, explicar o sentido do museu e angariar peças, nisso fomos muito bem-sucedidos. Daniel, Rossino e eu nos unimos ao Presidente do IHGG Carlos Costa que é Secretário municipal de Meio Ambiente e um dos grandes responsáveis pelo sucesso do projeto, além do mais, com Daniel estão criando uma Área de Preservação Ambiental no município e um amplo projeto educacional voltado ao Semiárido.


Entre os solavancos em carregar peças pesadas, disposição em organizar tudo e prover o que precisava para o intento, foi uma atividade hercúlea e por isso de muita satisfação. Até carro de boi ganhamos de Seu Babá, uma preciosidade. Na verdade, parte do acervo tem anos que foi reunido por minha amiga Ritinha Cantalice e seu sonho de ver um museu histórico acabou sendo realizado. Isso com a sensibilidade e benevolência do Sr. Prefeito José Elias, que é também historiador, professor e sabe o legado cultural que precisa deixar para a população.


No sábado (29/jul/23) foi um dia de festa na inauguração do Museu que tem como patrono o inesquecível Major Raulino de Medeiros Maracajá e do IHGG casa de Pe. Ibiapina, um grande líder em toda a região e figura por demais importante para a intensa religiosidade em Gurjão, sob as bênçãos do padroeiro São Sebastião.


Passados alguns dias, mais doações tem chegado e o Museu Histórico vai criando cada vez mais a cara do município em sua diversidade e complexidade e cada doação é um símbolo de que a sociedade está entendendo a seriedade e, sobretudo, o grande objetivo daquele equipamento que é celebrar e valorizar a história e a cultura regional da velha Timbaúba de Gurjão.


Leia, curta, comente e compartilhe com quem você mais gosta!


Publicado na coluna 'Crônica em destaque' do Jornal A União em 05 de agosto de 2023.


317 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Duas irmãs

Comments


PR Eletro.JPG
Fabio Santana Corretor.JPG
King Flex.JPG
Anne Closet.JPG
pizza.JPG
Início: Galeria de foto
Início: Blog Feed
DSC_4252.JPG

ENTRE EM CONTATO

  • twitter
  • instagram
  • facebook

Obrigado pelo envio!

Início: Contact
DSCF2988.JPG

DANDO INÍCIO

O começo

Durante anos temos viajado por diversos lugares para o desempenho de pesquisas e também para o deleite do turismo de aventura. Como um observador do cotidiano, das potencialidades dos lugares e das pessoas, tenho escrito muitas dessas experiências de centros urbanos como também de suas serras, montanhas e rios. Isso ocasionou a inspiração de algumas pessoas na ajuda em dicas de viagem.
Em 2005, iniciamos uma série de crônicas e artigos no Jornal Diário da Borborema, em Campina Grande-PB e após anos, assino coluna nos jornais A União e no Contraponto. Com o compartilhamento das crônicas, amigos me encorajaram e finalmente decidi entrar nas redes.
Aqui estão minhas opiniões, paixões, meus pensamentos e questionamentos sobre os lugares e cotidiano. Fundei o Turismo & História com a missão de ser uma janela onde seja possível tocar as pessoas e mostrar um mundo que quase não se vê, num jornalismo literário que fuja do habitual. Aceita o desafio? Vamos lá!

Vamos conectar
Início: Sobre
bottom of page